4 Rodas Pneus
Freios e Suspensão
Freios e Suspensão

Freio 

Todo mundo sabe que ter no carro um bom sistema de freios, calibrado e muito bem cuidado pode salvar vidas. 

Os freios trabalham por meio de um sistema de pistões, mangueiras flexíveis e pequenos tubos de metal, por onde circula o fluido de freio.

Ao pisar no pedal, o cilindro-mestre que vai pressurizar o fluido é acionado. É esse fluido que transmite a pressão exercida no pedal até as rodas, ativando os mecanismos para a frenagem. A maioria dos automóveis usa dois diferentes sistemas de freio: a disco nas rodas dianteiras e a tambor nas rodas traseiras. Modelos mais modernos já saem de fábrica com sistema de freio a disco nas quatro rodas e ABS.

Freio a disco
As pastilhas de freio comprimem um disco acoplado à roda, que perde velocidade devido ao atrito entre as peças.

Freio a tambor

As lonas exercem pressão contra uma superfície giratória, o tambor de freio, impulsionadas pelos cilindros de roda.

Freio de estacionamento

Freio mecânico, com um sistema de alavancas e cabos de aço, que travam as rodas traseiras por meio do freio a tambor.

Sistema de Freio Antitravamento (ABS)

Não deixa as rodas travarem, controlando a pressão do fluido e possibilitando uma freada mais equilibrada e eficiente.

 

 

Suspensão 

A suspensão é o sistema responsável pela estabilidade do veículo. Seu objetivo é absorver, por meio dos seus componentes, todas as irregularidades do solo. Também é o encarregado de manter as quatro rodas no chão e auxiliar no desempenho do automóvel

Amortecedor

O amortecedor tem sua funcionalidade interligada à mola. É o componente essencial ao sistema de suspensão. Ele atua no sentido de amenizar as irregularidades do solo em conjunto com a mola. Se o seu carro estiver sem estabilidade e com ruídos vindos dessa parte do carro, os amortecedores podem estar gastos. Isso provoca o desgaste prematuro dos outros componentes da suspensão e dos pneus, além de prejudicar a segurança do carro.

 

 

Mola

Juntamente ao amortecedor, compõe a principal função de amortecimento dos problemas da pista. Essa mola pode ser do tipo feixe de molas ou helicoidal.  Por ser muito flexível, a mola é o componente mais eficiente para filtrar as imperfeições do asfalto.         Se o carro apresentar falta de estabilidade e barulho pela suspensão, o problema pode ser o gasto excessivo da mola.

 

 

Braço oscilante

Tem a função de servir como apoio para a coluna de suspensão, que é articulável, e o chassi. Atenção à dirigibilidade comprometida acompanhada do barulho na suspensão. As buchas podem estar gastas ou danificadas.

 

 

Pivô de suspensão

Auxilia a coluna da suspensão no seu movimento de sobe e desce permitindo, assim, o ângulo de oscilação do braço. O maior indicativo de que estão gastos são ruídos.

 

Barra estabilizadora

Promove a ligação entre uma coluna de suspensão e a outra. Esse componente é o responsável pela estabilidade do veículo em altas velocidades, em retas e em curvas. Ela é presa à carroceria por buchas de ligação e às colunas por meio de bieletas. O sintoma de falha na funcionalidade desse componente é a falta de estabilidade e o barulho na suspensão.